25.05.2018 | 21h07

OAB cobra mais do que ‘trégua’

O presidente da OAB, Claudio Lamachia, emitiu uma nota com o posicionamento oficial da entidade sobre a crise dos combustíveis. Na visão de Lamachia, “há uma política abusiva” nos preços praticados pela Petrobrás, mas,”neste momento, cabe às partes bom senso e temperança para que a sociedade não seja punida pelo desabastecimento”.

“O direito à livre manifestação não comporta o sufocamento de outros direitos”, disse. E cobra do governo mais do que uma “trégua”: “Quem anda atrás dos vidros escurecidos dos carros oficiais deve lembrar sempre que o combustível que o Estado lhe fornece gratuitamente sai do bolso do contribuinte, que paga muito caro por ele”, afirmou.


VOLTAR PARA O ESTADÃO