08.07.2018 | 16h07

O xingamento favorito da esquerda: ‘capitão do mato’

Ao falar sobre Sérgio Moro, o deputado Wadih Damous repetiu a ofensa utilizada por Ciro Gomes ao falar do vereador Fernando Holiday (DEM). Damous chamou o juiz de “capitão do mato” ao comentar a atuação de Moro de, conforme recomendou Thompson Flores,  não permitir a liberação de Lula antes da manifestação de Gebran Neto, relator da Lava Jato no TRF-4.

“Quem avisou o Moro foi a Polícia Federal aqui. Moro está de férias em Portugal. Ele está se comportando como um ‘capitão do mato’, como proprietário do corpo do ex-presidente. Não tem imparcialidade e isenção”, disse o deputado.


VOLTAR PARA O ESTADÃO