24.10.2018 | 08h52

O voto nulo de Eduardo Jorge

Enquanto a Rede e o PV discutem uma fusão que os salve da cláusula de barreira, Marina Silva e seu vice tomaram decisões descoladas no segundo turno. Enquanto a ex-candidata à presidência anunciou um “voto crítico” em Fernando Haddad, o ex-vice preferiu declarar que vai optar pelo voto nulo.

“Prefiro apostar que teremos capacidade de recuperar a simpatia dos cidadãos mais moderados, mais sensatos que foram capturados pelos dois lados desta detestável polarização. Sim. Votarei nulo, contra o PSL e contra o PT”, escreveu em nota divulgada em seus perfis nas redes sociais. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO