23.09.2018 | 09h19

O temor pelo ‘desastre dos extremos’

Em artigo publicado neste domingo na Folha, o empresário Roberto Giannetti da Fonseca traça um quadro sombrio para o País caso Bolsonaro e Haddad disputem o segundo turno, como indicam as pesquisas, e defende o alinhamento dos candidatos de centro em torno da candidatura de Geraldo Alckmin, para evitar o pior.

“Esqueçam as pequenas diferenças pessoais, partidárias ou até ideológicas. Os programas de governo entre esses candidatos têm apresentado mais convergências do que divergências, e um compromisso público de diretrizes básicas de consenso poderia ser acordado em torno de um candidato reformista e centrista”, afirma. “A menos que os candidatos de centro e seus eleitores, que são a maioria absoluta no conjunto do eleitorado brasileiro, se mobilizem a tempo, não teremos como evitar esse desastre anunciado.” / J.F.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO