17.08.2018 | 08h59

‘O sujo falando do mal lavado?’

Luiz Marinho (PT) sinalizou que o tom de sua campanha deve mesmo ser tentar convencer o eleitor que João Doria e o PSDB têm tanto a explicar quanto o PT quando o assunto for corrupção . Na saída do debate, o petista reforçou as acusações contra o tucano.

“A tática do João sem Palavra não vai funcionar. Fica atacando os outros e esquece de olhar os roubos de casa. Esquece de falar do Aécio, esquece de falar do Alckmin, esquece de falar das contas na Suíça, do esquema de corrupção na iluminação pública de São Paulo no seu governo, onde até sua própria esposa está sendo chamada para prestar esclarecimentos”, afirmou Marinho, que considera Lula (preso em Curitiba desde abril) como ‘esperança do Brasil’.


VOLTAR PARA O ESTADÃO