30.03.2018 | 07h48

O sonho de verão de Temer

A prisão pela Polícia Federal de três amigos tão próximos do presidente Michel Temer acabaram de vez com a ilusão de sua candidatura presidencial. Essa é a opinião de Eliane Cantanhêde, na sua coluna do Estadão.

“O sonho, ou estratégia, de lançar a candidatura de Temer em outubro ruiu de vez com a prisão dos homens fortes do presidente”, escreve. “Se foi sonho, foi um sonho de verão. O verão acabou, veio o outono e Temer nem consegue manter-se candidato, nem tem um candidato para chamar de seu”, avalia.


Mais conteúdo sobre:

Eliane CantanhêdeMichel Temer
VOLTAR PARA O ESTADÃO