23.07.2018 | 19h14

O SNI no rastro de Marina nos anos 1980

A presidenciável Marina Silva, do Rede, foi monitorada pelo Serviço Nacional de Informações (SNI), com a ajuda da Polícia Federal (PF), quando era militante do movimento estudantil no Acre, na década de 1980.

Segundo o portal de notícias Metrópoles, documentos inéditos obtidos no acervo do Arquivo Nacional de Brasília revelam como os órgãos de repressão do governo militar vigiavam os primeiros passos de Marina na política. Então com 25 anos, Marina cursava o terceiro ano de História e era vinculada ao Partido Revolucionário Comunista (PRC). / José Fucs


VOLTAR PARA O ESTADÃO