07.08.2018 | 06h13

O recuo da defesa de Lula

O recuo da defesa de Lula, que retirou do STF seu pedido de soltura, mostra que a saraivada de recursos dos advogados às vezes pode complicar mais que ajudar.

Na desistência, a defesa de Lula diz que nunca pretendeu debater a questão eleitoral no STF. Mas a peça inicial alega como uma das razões de soltura o risco de ele ficar fora da eleição. Ou seja: os advogados, que têm tido divergências quanto à melhor linha a seguir, culpam o STF por precipitar um debate que, na verdade, foi provocado por eles. / V.M.


Notícias relacionadas
VOLTAR PARA O ESTADÃO