03.11.2018 | 11h11

O recorde da informalidade

Quase 43% dos brasileiros que trabalhavam no terceiro semestre deste ano estavam na informalidade, aponta reportagem da Folha de S.Paulo. Os dados fazem parte da mais recente Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Isso significa um volume de 39,7 milhões de pessoas que trabalhavam sem ter a carteira assinada. Esse é o maior porcentual trimestral já detectado pela Pnad.

 

.

VOLTAR PARA O ESTADÃO