22.10.2018 | 18h21

O que vai sobrar do PSDB

Com João Doria ampliando sua vantagem sobre Márcio França na disputa pelo governo de São Paulo, os tucanos podem sonhar, pelo menos, com uma base para reconstruir o partido.

O problema é que mesmo se Doria confirmar o favoritismo e for eleito governador, a campanha deixou muitas fraturas no PSDB. Em São Paulo, o primeiro passo necessário para começar uma pacificação interna seria reaproximar Doria e Geraldo Alckmin. Mas há tantos problemas internos, refletindo o péssimo desempenho eleitoral na disputa pelo Planalto e pelo Congresso, que é difícil até prever o que vai sobrar do PSDB para pensar em reconstrução. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

DoriaPSDB
VOLTAR PARA O ESTADÃO