08.10.2018 | 13h32

O ‘presente’ de Haddad a Bolsonaro

Não deu outra. Logo na largada do segundo turno, o petista Fernando Haddad foi visitar Lula na cadeia em Curitiba, para pedir sua “benção” e suas orientações políticas. Se alguém imaginava que Haddad poderia seguir seu próprio caminho, até para evitar a acusação de que sua campanha é comandada por Lula da prisão, agora não há mais quaisquer dúvidas, para quem ainda as tinha, de a quem ele responde.

Como disse o jornalista Merval Pereira, ao analisar o resultado do 1º turno na GloboNews no domingo, 7, Haddad não poderia dar melhor presente a Bolsonaro logo na primeira hora desta nova fase da campanha. É tudo o que Bolsonaro poderia almejar para rechear seu antipetismo agora. / José Fucs


VOLTAR PARA O ESTADÃO