28.08.2018 | 10h15

O paradoxo do Novo

João Amoêdo fala na sabatina Estadão/Faap sobre o dilema do Partido Novo: a legislação eleitoral só obriga a participação em debates de partidos com 5 parlamentares, mas não faria sentido criar um partido propondo a renovação e atrair deputados para poder participar dos debates.

Respondendo a Marcelo de Moraes, editor do BR18, afirma que a realidade política mudou e que a negociação com o Congresso será diferente caso ele seja eleito mesmo sem maioria


VOLTAR PARA O ESTADÃO