25.03.2018 | 12h06

‘O País está vacinado contra recaídas populistas’

Em mais uma entrevista da série que o Estadão publica com os conselheiros econômicos dos candidatos à Presidência, o economista Eduardo Giannetti da Fonseca, ligado a Marina Silva, pré-candidata pelo Rede, critica o “intervencionismo truculento” de Bolsonaro e diz que o País está vacinado contra ‘recaídas populistas’.

Ele critica, também, a vinculação de gastos do governo e a concentração das despesas nos salários dos servidores. “Não dá para estar num País em que 92% do Orçamento do governo federal são gastos obrigatórios”, afirma. “Os governos no Brasil estão virando gestores de folha de pagamento.” / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO