29.05.2018 | 19h16

‘O País é refém dos grupos de pressão’

Em artigo publicado nesta terça-feira, 25, no Estadão, a economista Ana Carla Abrão, ex-secretária da Fazenda de Goiás, diz que a receita para o colapso econômico, social e institucional é a nossa tendência de atender interesses particulares e setoriais, como aconteceu na paralisação dos caminhoneiros.

“Apesar dos resultados desastrosos que estamos colhendo, essa continua sendo a característica principal de ações governamentais e tem deixado o País – e consequentemente a sociedade brasileira – cada vez mais reféns de chantagens e pressões de grupos específicos”, diz. / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO