03.11.2018 | 15h39

O pacote ‘amarrado’ por Moro

O juiz Sergio Moro, indicado para o ministério da Justiça por Bolsonaro, já prepara um pacote de medidas contra a corrupção e o crime organizado. A ideia é apresentar as propostas ao Congresso em fevereiro, logo depois da posse dos parlamentares eleitos.

De acordo com reportagem do Globo, Moro apontou à frente da Lava Jato a necessidade de haver uma emenda à Constituição para garantir que um condenado cumpra a pena após ter a sentença confirmada pela segunda instância. Segundo ele, isso evitaria que o STF possa mudar o entendimento sobre o tema. O pacote, que começou a ser estudado por Moro ontem, deve incluir parte das 70 propostas legislativas sugeridas pela Transparência Internacional e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) para o intensificar o combate à corrupção. / J.F.

 

em um documento que Moro leu no avião, durante a viagem entre Curitiba e Rio, antes da reunião com o presidente eleito anteontem.

VOLTAR PARA O ESTADÃO