25.10.2018 | 19h33

O não voto vai aumentar?

Como só há eleição para governador em 13 Estados e no Distrito Federal no segundo turno e já acabaram as disputas para o Congresso e para as assembleias legislativas, dirigentes das campanhas de Jair Bolsonaro e Fernando Haddad não descartam a possibilidade do aumento do chamado “não voto”.

Essa menor mobilização poderá fazer com que as abstenções aumentem. Além disso, como a campanha tem mais ataques diretos entre os dois candidatos, também crescem as chances de maior anulação de voto. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

BolsonaroHaddad
VOLTAR PARA O ESTADÃO