12.02.2019 | 20h09

O movimento importante do MDB

Depois de perder o comando do Senado, onde tinha hegemonia desde 2001, o MDB conseguiu fazer hoje movimentos importantes para não perder totalmente sua influência política. No Senado, o partido vai comandar a Comissão de Constituição e Justiça, com Simone Tebet (MS), e a de Educação, com Dário Berger (SC). Como disse Simone, a CCJ “é o coração do Senado”. Por lá passarão, por exemplo, a reforma da Previdência e o pacote anticrime do ministro Sérgio Moro.

O MDB presidirá também a Comissão Mista de Orçamento, com o senador Marcelo Castro (PI), que mexe com todas as liberações de recursos. Além disso, na Câmara, deve levar a melhor contra o PSL e comandar a Comissão de Finanças e Tributação com o deputado Sérgio Souza (PR). Outra ação importante foi a formação de um bloco parlamentar no Senado com PP e PRB. O bloco, que será liderado pelo senador Esperidião Amin (PP-SC), terá um total de vinte integrantes, ampliando a influência do grupo na Casa. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

MDB
VOLTAR PARA O ESTADÃO