23.10.2018 | 10h20

O futuro do PT

Se as pesquisas se confirmarem e Jair Bolsonaro for eleito, o PT deverá passar por um profundo processo de reformulação. Mesmo chegando ao segundo turno da eleição presidencial e elegendo a maior bancada de deputados, os dirigentes petistas sabem o partido só conseguiu resultados expressivos no Nordeste, onde ganhou em três Estados e pode vencer em mais um no segundo turno. Os candidatos do partido tiveram desempenho muito fraco em São Paulo, Rio e Minas, por exemplo. O PT precisa descobrir como atrair estes eleitores novamente.

Outro desafio é decidir se o papel de comandar o partido na oposição caberá a Fernando Haddad, já o preparando para o pleito de 2022 ou se Lula, mesmo preso, encabeçará o processo. Além disso, a fragmentação da esquerda é uma realidade que o PT precisará enfrentar a partir de agora, em caro de derrota no domingo. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

PTHaddad
VOLTAR PARA O ESTADÃO