28.10.2018 | 19h25

O efeito da retórica

Na análise de Sérgio Rodrigues sobre a retórica dos candidatos à Presidência, o discurso de Jair Bolsonaro (PSL) possui apelo emocional que ajuda a entender apelo a eleitores, enquanto o petista Fernando Haddad soa professoral.

“O olhar quantitativo sobre as escolhas vocabulares dos dois candidatos aponta para a confirmação de algo que as pesquisas de intenção de voto também espelham: Bolsonaro é mais eficiente em fazer sua mensagem chegar a setores amplos do eleitorado”, escreveu na Folha.


VOLTAR PARA O ESTADÃO