27.03.2018 | 11h56

A sinuca do STF no HC de Lula

Quatro ministros do Supremo admitem que o cenário ideal não é votar o HC de Lula no dia 4, mas as duas ações que questionam se condenados em segunda instância devem ser presos, segundo informa a Folha nesta terça, 27.

O ministro Edson Fachin é um dos defensores, mas esbarra na pouca vontade da presidente, Cármen Lúcia, que está ciente do movimento defendido também por advogados.


VOLTAR PARA O ESTADÃO