18.03.2018 | 18h04

“O desafio é fugir dos extremos e ter um centro democrático”, diz Arida

O  economista Persio Arida, coordenador do programa econômico do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, pré-candidato à Presidência, disse em entrevista exclusiva ao Editor Executivo David Friedlander e à Repórter Especial Renata Agostini, do Estadão, que o grande desafio do País nas eleições deste ano “é escapar dos extremos e ter um centro democrático”.

“O Brasil está diante de dois riscos: ter uma esquerda retrógrada estatizante, com a noção de que esse ou aquele setor são estratégicos, o que é uma ideia claramente atrasada, ou ter uma direita populista e obscurantista”, disse Arida.

“Populista no sentido de dizer que se resolve o problema da segurança dando armas a todos”, afirma Arida. “Obscurantista nos costumes. Nosso caminho não é negar a natureza plural da sociedade brasileira. O Brasil tem de respeitar os direitos humanos.”

Leia a íntegra da entrevista com Persio Arida no Estadão

VOLTAR PARA O ESTADÃO