28.10.2018 | 10h26

O desafio do MDB

O segundo turno das eleições deve garantir uma performance boa para o MDB na disputa pelos governos estaduais. O partido já venceu em Alagoas e tem tudo para ganhar também no Distrito Federal e no Pará. O problema é a perda de força no Congresso.

O partido, que dominou o Parlamento por muitos anos, foi reduzido a 34 deputados e 12 senadores. Sem falar que nem todos falam a mesma língua. Se Jair Bolsonaro, o MDB estará fora da base do governo – aparentemente. Se Fernando Haddad ganhar, alguns alinhados, como Renan Calheiros, terão espaço. O desafio do partido é não submergir politicamente tendo a menor representatividade de sua trajetória dentro do Congresso. /M.M.

 


Mais conteúdo sobre:

MDB
VOLTAR PARA O ESTADÃO