25.02.2019 | 10h13

‘O desafio da previdência é mundial’

Vice-presidente do Banco Mundial para a América Latina e Caribe, Axel van Trotsenburg, aponta a reforma da Previdência como um desafio mundial. Para ele, a direção geral da reforma da Previdência no Brasil é muito positiva, mas requer a construção de consenso para avançar. O Brasil, diz ele, não está sozinho na tarefa de mudar as regras de previdenciárias. Ele acena com ajuda para os Estados em crise financeira, mas afirma que haverá necessidade de reformas no nível estadual, informou o Estadão.

“O Banco Mundial, como tal, não toma posições sobre como as negociações vão se desenvolver, mas é certamente uma área onde, francamente, o Brasil não está sozinho. O desafio da previdência é mundial. Você vai nos países industrializados e vê uma questão enorme nas reformas previdenciárias”, disse o executivo sobre como o banco vê a perspectiva da reforma no Brasil.


VOLTAR PARA O ESTADÃO