14.10.2018 | 08h30

O custo da ‘festa da democracia’

O 1º turno das eleições custou R$ 2,82 bilhões, de acordo com levantamento feito pela Folha nesta domingo. Deste montante, 73% (R$ 2,06 bilhões) saíram do bolso do contribuinte, referentes aos cofres públicos e aos fundos eleitoral e partidário. R$ 764 milhões foram de financiamentos privados, como bolso dos próprios candidatos ou doações. Há ainda R$ 1 bilhão de isenção para TV e rádios por conta do horário eleitoral.

Entre os dois candidatos à Presidência que estão no segundo turno, Jair Bolsonaro (PSL) recebeu R$ 1,9 milhão e Fernando Haddad (PT) ficou com R$ 49,5 milhões.


VOLTAR PARA O ESTADÃO