15.09.2018 | 15h16

O conto e a máscara

“O lulismo tardio é um caudilhismo singular, com traços milenaristas. “Que Deus te ilumine nessa caminhada”: orientado pelo indicador de Lula, iluminado pelo holofote divino, Haddad mostrará ao povo o caminho do retorno. O partido que nasceu cultuando a política depende, hoje, da negação sistemática do discurso político”, escreveu Demétrio Magnoli na Folha.

O articulista reflete sobre as narrativas criadas pelo PT e sobre como elas apontam o papel de “máscara do próprio Lula” a ser vivido por Fernando Haddad (PT) nesta eleição.


VOLTAR PARA O ESTADÃO