18.03.2018 | 08h28

O conselheiro pós-keynesiano de Ciro

O economista Mauro Benevides Filho, atual secretário da Fazenda do Ceará e principal conselheiro econômico de Ciro Gomes, pré-candidato do PDT à presidência, define-se como pós-keynesiano.

Doutor em economia pela Universidade Vanderbilt nos Estados Unidos, uma das mais respeitadas escolas do mundo na área, Benevides Filho diz que, hoje, a política do gasto público sem consequências, aplicada por Lord Keynes durante a crise de 1929, não faz sentido.

Para ele, o gasto público deve ter o resultado a sua eficiência comprovada e tem de se inserir numa política de responsabilidade fiscal. “Isso tem de ficar muito claro”, afirma Benevides Filho. “É o que tenho dito para o Ciro.” / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO