19.11.2018 | 09h22

O ‘conluio’ contra Bolsonaro

O vereador Carlos Bolsonaro usou sua conta no Twitter para contestar a narrativa que seu pai, Jair Bolsonaro, foi o responsável pela decisão de Cuba interromper o acordo com o Brasil no programa Mais Médicos. Bolsonaro tinha dito que queria rever as condições do acordo. Antes disso, o governo cubano anunciou que interromperia o acordo. Mas, para o vereador, a decisão envolve mais do que o programa.

“A narrativa descarada de imputar a Bolsonaro a saída de cubanos do programa “mais médicos” é um tapa na cara da inteligência do brasileiro. Um conluio para desgastar um presidente que nem assumiu ainda! A verdade prevalece”, afirmou. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

Mais Médicos
VOLTAR PARA O ESTADÃO