05.07.2018 | 12h57

O cardápio do encontro de Bolsonaro com empresários

O presidenciável Jair Bolsonaro, do PSL, afirmou em encontro reservado com empresários, na terça-feira, 3, em São Paul, que os militares não têm hoje condição de liderar o País, apesar de exaltar a disciplina e a ordem como qualidades essenciais para qualquer liderança. Segundo a colunista Sonia Racy, do Estadão, JB disse esperar que as Forças Armadas voltem à época áurea e acusou FHC de ter “demonizado” os militares, que, para ele, impediram o Brasil de virar uma Venezuela.

No encontro, no qual foram servidos só água e café, Bolsonaro elogiou os EUA, sem citar Trump, e reafirmou sua aversão à China dizendo que, “se deixarem, ela vai invadir o Brasil”.  Ao reforçar sua posição contra venda de terras a estrangeiros, ouviu de um dos presentes que o estrangeiro não pode  “embrulhar a terra e levar embora”. “Então, vou deixar os americanos e vetar os chineses”, disse. Ao responder à pergunta sobre quem gostaria de enfrentar no segundo turno, não titubeou: “Não vai ter segundo turno”. / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO