31.03.2018 | 13h20

O Brasil e o ‘Dia da Marmota’

Numa comparação com o filme “O Dia da Marmota”, Vera Magalhães escreve, em sua coluna no Estadão, que sempre que parece que o País vai, finalmente, contabilizar os avanços na economia ou no combate à corrupção, algo o prende às mazelas de sempre.

“E de onde partem, hoje, as maiores razões de incerteza institucional a impedir que o País acorde de vez do Dia da Marmota? Justamente do Supremo Tribunal Federal, uma corte cujo nome é no singular, mas a ação se dá num plural desconjuntado que atordoa uma sociedade enfastiada de um presente eterno em que a regra é a impunidade e nunca se vira a página”, escreve a jornalista.


VOLTAR PARA O ESTADÃO