28.11.2018 | 20h36

O barraco entre Renan e Lasier no Senado

O tempo fechou entre os senadores Lasier Martins (PSD-RS) e Renan Calheiros (MDB-AL) em sessão do Senado na terça-feira, 27. Ao comentar a proposta de Lasier de introduzir o voto aberto na eleição para a Presidência da Casa, em 1º de fevereiro, para tentar evitar uma eventual vitória de Renan, o senador alagoano disse não ter “problema com sigilo de voto”. Depois, partiu para a ignorância, ao afirmar que, se for levado adiante o processo contra Lasier no Senado, por ter supostamente agredido sua ex-mulher, ele terá de submeter à análise do Conselho de Ética do plenário, sem sigilo de voto.

“O senador está mal informado e cometendo uma calúnia. Eu não agredi ninguém. Isso foi demonstrado em inquérito policial e a Imprensa divulgou amplamente”, respondeu Lasier. “V.Ex.ª não tem condições mais de presidir esse Senado. Responde a 14 processos. Como vamos ter um presidente do Senado que não pode nem atender à ordem sucessória da presidência da República? V.Ex.ª é a velha política. Seu tempo terminou. O senhor não vai ser eleito presidente do Senado. O Senado não merece.” / José Fucs

 

VOLTAR PARA O ESTADÃO