20.07.2018 | 13h43

O ‘aparelhamento religioso’ de Crivella

Misturando religião e política, Marcelo Crivella trouxe à Prefeitura do Rio de Janeiro uma espécie de “aparelhamento religioso”, escreve Nelson Motta no jornal O Globo. O colunista se descreve como um homem de fé e que, por isso mesmo, não acredita em Crivella. “Se Crivella é nosso pastor, tudo nos faltará. Ele nos dá saudades dos nossos piores prefeitos.”


VOLTAR PARA O ESTADÃO