27.03.2018 | 14h07

O ‘ano da verdade’ para o Brasil

2019 será o “ano da verdade” para o Brasil, na avaliação de Emy Shayo Cherman, estrategista para América Latina e Brasil do banco americano JP Morgan. Segundo ela  o Brasil “não vai tolerar” passar 2019 sem realizar mudanças importantes na área fiscal, em especial a reforma da Previdência.

Apesar das incertezas eleitorais, Emy mostra-se relativamente otimista com as perspectivas do País. “Os investidores estrangeiros acreditam que as pessoas no Brasil já entenderam que as reformas são necessárias”, afirma, em entrevista publicada nesta terça-fera, 27, pelo Estadão. “Mesmo levando em conta as diferenças entre os candidatos, de um jeito ou de outro, o resultado das eleições será um que estará no caminho das reformas.” / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO