12.08.2019 | 09h00

O almoço em troca do jantar

Relator das contas do primeiro ano de governo do presidente Jair Bolsonaro no Tribunal de Contas da União (TCU), o ministro Bruno Dantas diz que os recentes contingenciamentos de despesas do Orçamento tem levado o governo a “vender o almoço para pagar o jantar”. Ele afirma que a situação fiscal é dramática e que o governo pode ter problemas muito sérios ao fechar as contas no fim do ano.

“A sensação que dá é que o governo está vendendo almoço para comprar o jantar. Contam com algumas receitas que até podem acontecer. Pelo volume e concentração, porém, no fim do ano, se acontecer algo errado, o governo terá um problema muito sério. O timing do Congresso não é igual ao do Executivo. Há certa dificuldade do governo de lidar com essa situação, que é dramática”, avaliou, em entrevista ao Estadão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO