18.09.2018 | 16h50

O afastamento de Haddad

Com agenda econômica mais moderada, o presidenciável Fernando Haddad (PT) tem buscado se dissociar de figuras históricas de seu partido vistas pelo mercado como mais extremas, como o economista Marcio Pochmann, segundo o Valor.

“Marcio é uma pessoa independente do ponto de vista intelectual”, disse Haddad, em sabatina da Folha/UOL/SBT. Os entrevistadores lembraram que Pochmann ajudou a fazer o programa de governo do PT. “Participou, como 300 outros participaram”, respondeu Haddad.


VOLTAR PARA O ESTADÃO