10.09.2018 | 16h44

Novos áudios do coronel

Apontado em inquérito da Polícia Federal como intermediário de pagamento ilícito do presidente Michel Temer, o coronel João Baptista Lima Filho cobrou “previsão de mais alguma coisa” de funcionário de empresa encarregada de entrega de dinheiro a mando da Odebrecht, segundo áudio obtido pelo O Globo, de março de 2017.

Na conversa com linguagem codificada, Lima Filho quer saber se haverá nova “reunião” e observa que “as atas” da última reunião “não foram iguais às atas anteriores, né? Ficou um pouco abaixo”.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO