09.10.2018 | 12h35

Novo em cima do muro

Apesar de João Amoedo ter dito que se identifica mais com as propostas de Jair Bolsonaro do que com as de Fernando Haddad, apesar de ter elogiado o economista do presidenciável do PSL, exaltando a “competência” de Paulo Guedes, o partido do presidenciável derrotado, o Novo, não vai apoiar nem um nem outro no segundo turno.

“O cenário presidencial no segundo turno não é aquele que desejávamos. Manteremos nossa coerência e nossa contribuição se dará através da atuação de nossa bancada eleita”, diz a nota enviada à imprensa nesta manhã de terça, 9. “O Novo não apoiará nenhum candidato à Presidência, mas somos absolutamente contrários ao PT, que tem ideias e práticas opostas às nossas”.


VOLTAR PARA O ESTADÃO