21.03.2018 | 18h35

Temer e o corte de juros

Como já se esperava, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central anunciou nesta quarta-feira, 21, novo corte de 0,25 ponto percentual na taxa básica de juros (Selic), para 6,5% ao ano. Foi a 12ª queda seguida dos juros, que estavam em 14,25% ao ano quando o presidente Michel Temer assumiu o cargo, em 31 de agosto de 2016.

Possível candidato à reeleição pelo MDB, Temer poderá se beneficiar com os juros baixos, que tendem a alavancar a economia, com reflexos positivos no emprego e na renda. / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO