04.11.2018 | 19h01

Nova República chega ao fim?

A historiadora francesa Maud Chirio, de 37 anos, afirmou à Folha que a eleição de Jair Bolsonaro representa o fim da Nova República.

“Bolsonaro representa um segmento que sempre rejeitou a República decorrente da Constituição de 1988 e sua apologia da diversidade étnica e religiosa e do pluralismo. Não há razão para acreditar que ele pense diferente”, afirmou. O prognóstico da pesquisadora segue com o enquadramento do MST e a interdição do PT.


Mais conteúdo sobre:

RepúblicaJair Bolsonaro
VOLTAR PARA O ESTADÃO