30.07.2018 | 12h14

‘Nova censura é aplaudida quando censurado é o outro’

O filósofo Fernando Schüler, professor do Insper, usou a sua conta no Twitter para se manifestar sobre a questão da exclusão de páginas ligadas ao MBL e ao Movimento Brasil 200 do Facebook. Para ele, o medida reflete “um novo tipo de censura” em que as restrições à liberdade de expressão são aprovadas quando o censurado é o adversário.


“O Facebook, uma rede privada, tem direito de excluir o conteúdo que quiser. Mas suas exclusões seletivas refletem um tipo novo de censura. Ela não vem do Estado, mas da multidão. Das empresas, das universidades, da própria mídia”, afirma. “E é aplaudida sempre que o censurado for o ‘outro’.” / J.F.

 

VOLTAR PARA O ESTADÃO