29.08.2018 | 22h14

No JN, Alckmin ‘surfa’ em confusão de alçadas

O presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) se deu bem na entrevista do JN nesta quarta-feira, 29, em perguntas que confundiam alianças políticas regionais com alianças no plano nacional e atribuições do governo federal com as dos governos estaduais. Primeiro, ao tentar encurralar Alckmin, os entrevistadores misturaram o apoio do PSDB de Alagoas a Fernando Collor (PTC) na disputa pelo governo do Estado com o apoio inexistente do PTC à candidatura do ex-governador paulista ao Planalto, deixando-o à vontade para esclarecer a questão.

Depois, em mais uma tentativa frustrada de encurralar o tucano, disseram que o déficit habitacional em São Paulo havia crescido, de cerca de 1 milhão para 1,3 milhão de habitações, durante a sua gestão no Palácio dos Bandeirantes. Alckmin afirmou que, com a crise, o investimento na área caiu em todo o País e acrescentou que São Paulo é o único Estado que investe 1% do ICMS em habitação popular. Em seguida, encerrando o assunto, disparou: “Não tem nenhum Estado que investe em habitação. Quem investe é o governo federal, porque tem o dinheiro do Fundo de Garantia”. / José Fucs


VOLTAR PARA O ESTADÃO