25.05.2018 | 06h15

Ninguém garante fim dos bloqueios

As entidades que sentaram à mesa com o governo e arrancaram uma série de concessões não garantem o fim da paralisação dos caminhoneiros e o bloqueio nas rodovias.

Nenhum líder assegura que a situação do transporte voltará ao normal já a partir desta segunda-feira, como mostra reportagem do Estadão. “É a categoria que vai analisar e é o entendimento deles é que vai dizer se isso foi suficiente ou não. O que estou dizendo para eles é que chegamos aqui com duas reivindicações e saímos com 14 e houve uma sensibilidade do governo no atendimento às reivindicações”, declarou o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores Autônomos (CNTA), Dilmar Bueno.


VOLTAR PARA O ESTADÃO