18.04.2018 | 08h48

Ninguém está a salvo

A prisão de Lula e o julgamento do Supremo que tornou Aécio Neves réu fizeram com que líderes dos principais partidos intensificassem suas conversas para montar uma estratégia de reação. A ideia é se blindar contra as ações da Justiça.

O resultado das conversas, até agora, só produziu desânimo e dois consensos: ninguém está a salvo e ainda não se sabe como estancar a sangria. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

prisão de LulaAécio réu
VOLTAR PARA O ESTADÃO