11.09.2018 | 08h04

Navegar com rumo

‘Que semana! O museu… Bolsonaro… Da intolerância à selvageria a partir do “nós” contra “eles”, taí a eleição mais crítica da História do Brasil com um pé na cadeia e outro na UTI. Taí o Brasil feito Estado Islâmico passivo, o que destrói patrimônio da humanidade não por ação, mas por omissão”, escreveu Fernão Lara Mesquita no Estadão.

O articulista acredita que só depois que o Brasil se encarar em seus absurdos – sem apontar dedos entre acusadores e acusados -, é que vai conseguir embarcar em uma navegação com rumo.


VOLTAR PARA O ESTADÃO