18.03.2018 | 08h41

Nas eleições, vale o ditado ‘farinha pouca, meu pirão primeiro’

Na minha coluna de hoje no Estadão falo de um fenômeno silencioso, mas que pode ter peso para desidratar algumas candidaturas majoritárias pouco viáveis nas urnas: a pressão de candidatos a deputado para que os partidos fechem alianças e, assim, sobre mais do (escasso) financiamento público para suas próprias campanhas.

Como o tamanho da bancada conta justamente para inflar o fundo partidário, isso está sendo levado em conta por partidos mais pragmáticos, como o PSD de Gilberto Kassab. /V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO