24.05.2018 | 17h43

‘Não teve nem telefonema’

O próprio Michel Temer já disse que é fácil bater nele. E a oposição aproveita a condução errática do governo na crise dos combustíveis para aumentar o tom da crítica.

“O Presidente da República, sem fazer sequer uma ligação aos governadores, pauta de última hora, para esta sexta, reunião do Conselho dos Secretários de Fazenda, para reduzir ICMS do óleo diesel. Sem uma palavra sobre o tema com qualquer governador. Claro que queremos ajudar, mas a solução passa por uma negociação, afinal todos sabem as dificuldades dos Estados, e piora se tirar parte de suas receitas. De onde vem a compensação?”, critica o governador do Piauí, Wellington Dias (PT). /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO