06.03.2019 | 19h57

‘Não tem como o otimismo se manter diante de tanta trapalhada’

A preocupação com a falta de organização do governo faz com que deputados de partidos que apoiam reformas, como a previdenciária e tributária, defendam que o presidente Jair Bolsonaro volte seu foco para a agenda econômica, sob pena de perder a oportunidade de promover a retomada do crescimento. “O presidente de um país que tem quase 14 milhões de desempregados poderia twittar que medidas está planejando pra enfrentar isso. Mas prefere twittar um vídeo de sexo escatológico pra criticar o carnaval. É lamentável”, afirma o deputado federal Marcelo Ramos (PR-AM).

“Não tem como o otimismo se manter diante de tanta trapalhada. O governo teria que parar e recomeçar agora, após o carnaval. Concentrar todo esforço na pauta econômica e na retomada do crescimento e queda do desemprego. Se continuar como está, os dias serão sombrios”, diz o deputado e acrescenta: “O otimismo é um fator importante no mercado e ele começa a cair em relação ao atual governo. Nenhuma medida econômica de impacto foi tomada até agora, a reforma da Previdência tem dificuldades na Câmara. Se não der imediata centralidade à pauta econômica, o otimismo sumirá, o ambiente na relação com o Congresso será ainda mais difícil, a popularidade despencará e o País pagará a conta”, lamenta Ramos. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO