17.03.2018 | 07h55

‘Não dá para comparar assassinato de Marielle com pena de Lula’

O jornalista João Domingos critica em sua coluna no Estadão, publicada neste sábado, a resolução da Executiva Nacional do PT que comparou o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) ao processo penal que resultou na condenação de Lula a 12 anos e 1 mês de prisão.

No artigo, João Domingos, uma das poucas vozes da mídia a se levantar contra o que chamou de “oportunismo sem tamanho” do PT, afirma: “Comparar o assassinato da vereadora Marielle ao processo penal que condenou Lula por lavagem de dinheiro e corrupção passiva, supera a argumentação lógica da política (…). Ao contrário de Lula, a vereadora não teve nenhuma oportunidade de defesa. Foi fuzilada. Por isso, quando o PT tenta se apossar politicamente de um assassinato, cede ao mais puro oportunismo partidário.” / J.F.

Leia o artigo de João Domingos publicado hoje no Estadão

 


 

Mais conteúdo sobre:

MariellePTLulaJoão Domingos
VOLTAR PARA O ESTADÃO