19.02.2019 | 19h07

‘Na democracia, derrotas são aceitas naturalmente’

O porta-voz da presidência, Otávio Rêgo Barros, minimizou a primeira derrota que o governo de Jair Bolsonaro sofreu na Câmara, após os deputados aprovarem o projeto de decreto legislativo que derruba o decreto que ampliava o número de pessoas com autorização para classificar documentos públicos como “secreto” ou “ultrassecreto”.

“Na democracia consolidada, as derrotas são aceitas naturalmente”, disse Rêgo Barros. “O governo não vê como derrota o Congresso pedir uma maior discussão sobre a Lei de Acesso à Informação”, afirmou.


VOLTAR PARA O ESTADÃO