03.11.2018 | 10h23

MTST sobe o tom contra Bolsonaro

Jair Bolsonaro promete aprovar medidas que podem até enquadrar como terroristas movimentos como o MST e o MTST. Como era previsível, as reações já começaram e o MTST, liderado por Guilherme Boulos, já subiu o tom contra o presidente eleito.

“Bolsonaro foi eleito presidente. Mas não imperador. Não pode passar por cima dos valores democráticos, da liberdade de manifestação e expressão. Precisa respeitar a oposição e os movimentos sociais. Por isso estaremos nas ruas, pelas liberdades democráticas e por nossos direitos”, publicou a conta oficial do MTST no Twitter. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

BolsonaroMTSTBoulos
VOLTAR PARA O ESTADÃO