07.03.2019 | 07h34

MP que reestruturou Esplanada tem mais de 500 emendas

A medida provisória inaugural do governo Jair Bolsonaro, que reestruturou cargos e ministérios, recebeu 539 emendas e coloca em xeque a estrutura concebida pelo presidente para o Executivo. O texto da MP 870 passará a ter caráter de urgência a partir do dia 22. A votação será um novo teste para a articulação política do governo depois da derrota no decreto que ampliava o número de servidores capazes de declarar sigilo em documentos, e antes da reforma da Previdência. As mudanças propostas pelos deputados descaracterizam aspectos importantes da MP, como a extinção dos ministérios da Cultura e do Trabalho, informa reportagem do Estadão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO